quinta-feira, 1 de outubro de 2015

Casual Sex? Sim ou não?


Casual sex can be very good but you can never anticipate the heart damages.... It's a big risk, yes


Jacques Biederer vintage erotica sex


Sexo casual pode ser divertido, excitante e uma excelente experiência de "no strings attached" mas tem custos. É certo que não provocará grandes danos, mas tem sempre alguns custos associados

Há uns tempos conheci uma pessoa com quem simpatizei bastante e por quem também senti aquela química. Encontramos-nos várias vezes. Cafés, jantares, saídas à noite por Lisboa, etc. Uma grande amizade estava a construir-se. Para além dessa amizade, a química entre nós persistia. Tínhamos que fazer algo acerca disso. Depois de muita conversa, lá chegamos à conclusão que podíamos perfeitamente ter uma amizade colorida. Mas só isso. Ficou bem claro que iria ser uma coisa assim sem compromisso e garantidamente nunca viria a transformar-se numa "relação".

Após essa "conversa", combinamos uma saída, como habitualmente, mas desta vez sabíamos que ia ser um pouco diferente, embora não o tenhamos admitido verbalmente!! Claro que foi fantástico e que terminou em vale de lençóis nessa mesma noite. Foi tudo muito poderoso, muito erótico e aquela coisa de saber que não ia haver "o dia seguinte" levou-nos a uma libertação completa e total. Em resumo: foi fabuloso!

No final, combinamos que íamos  pensar no que tinha acontecido e ver como nos sentíamos em relação um ao outro e ao que tinha acontecido. Suponho que nenhum de nós estava à espera que a coisa corresse tãaao bem!!!


O certo é que o nosso encontro tinha sido tão fantástico, tão gratificante e tão bom, que acabámos por acordar em manter a amizade colorida. Mas os encontros iam-se sucedendo cada vez com menor intervalo de tempo. Criou-se quase uma espécie de urgência em nos aninharmos nos braços um do outro. Já pouco falávamos de nós, ou do que estávamos a fazer. Quando nos encontrávamos era para o que era e pronto. Nenhum de nós estava interessado em ser apresentado aos pais e etc. 

Esta amizade colorida foi muito importante para mim porque eu ainda estava um bocado ligada ao meu ex e não me sentia em condições de amar mais ninguém. Ele também ainda sofria um pouco a perda da namorada. Assim, ambos nos "consolámos" sem restrições, sem 2ªs intenções. Parecia-me quase perfeito !!!


Bem... no fundo, no fundo, acho que sabíamos que o que andávamos a fazer iria ter consequenciais futuras mas não se pensava muito no assunto. 


Helás, lá chegou a altura em que achei que tínhamos que parar com aquilo. Voltarmos apenas e só à nossa amizade. Ponto. Andava a interessar-me por uma pessoa e não queria estar a "enganar" o meu amigo. Disse-lhe exactamente isto e a reacção não foi a melhor. Não porque me amasse ou quisesse ter um relacionamento comigo, mas porque já se tinha habituado a mim e sentia-se muito confortável assim. 


Eis o custo da nossa amizade colorida. Custo esse que nenhum de nós soube avaliar quando acordamos o colorido mas que agora era evidente que estávamos ambos a pagar.

Foi doloroso para ele e foi doloroso para mim. Também lhe senti a falta e de que maneira...

Agora, à distancia, sei o quanto ele me fez bem e que foi reciproco. No entanto, não deixei de causar infelicidade a uma pessoa a quem quero muito bem e eu própria também sofri com uma situação que não soube controlar.

Depois lembrei-me que não conseguimos "mandar" no que sentimos ou não sentimos. É uma coisa que acontece...

Daí o risco de um envolvimento sem se querer realmente envolver.... (Passe a redundância).

No final, ambos perdem. 

No final, os custos , maiores ou menores, pagam-se.





4 comentários:

  1. Tão bem descrito em todos os sentidos que não acrescento nada com qualquer comentário,a não ser que,estou de pleno acordo com tudo,em destaque para a conclusão final.

    beijinhos amiga

    ResponderEliminar
  2. O equilíbrio numa "relação" dessas nem sempre é fácil de atingir. Não sei se ambos perdem no final mas é um facto que os custos pagam-se.

    Beijos

    ResponderEliminar
  3. Pois digo que ambos perderam a oportunidade de viver essa amizade um tempo maior....
    Ir vivendo até quando der....

    ResponderEliminar