quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Your Blonde Sinner



Submeto-me a ti antes que a alvorada rompa a noite         
Entrego-me com luxuria à aura masculina que te rodeia     
Com o olhar trancado no teu, os meus olhos embaciam-se de admiração   
Quero-te, preciso de ti, desejo-te.
O meu orgulho fica à porta                    
E dizes-me que estamos a meio de algo maravilhoso,  
Serás sempre tu o culpado                                                    
Pela minha quebra de controle.                                                                

Kamasutra by Milo Manara














Dizem-me que eu devia ter cuidado, afastar-me para bem longe
Porque isto pode acabar mal, mesmo mal.
No entanto, o meu desejo trouxe-me até aqui, a um ponto sem retorno.
Sinto os teus olhos gulosos na minha pele                           
Tu vês através do meu sorriso, da minha máscara e os meus erros,                            
Exposta e indefesa, como nunca estive                                  
Não há libertação da tua magnética atracão                                        
Então, vamos fundir-nos num só e desaparecer na tempestade.
Enterra os teus dentes na minha pele nua, mais fundo e com força
Até que a tua presa sangre.                                  
Quebra a minha alma. Quebra as minhas defesas. Quebra a minha pele
Quebra-me. Marca-me. Reclama-me
Como tua propriedade


Estou a pedir-te; Ama-me agora
serei a tua princesa, o teu diamante, a tua vadia

Tu és a verdade tão difícil de definir
Podias fazer-me provar a vida, o gosto do vinho
Abre os meus lábios com paixão, beija-me sofregamente
Atada e completamente nas tuas mãos.
Põe a tua mão na minha garganta e rouba-me o privilégio de respirar
Entretanto, diz-me que sou tua.
Fode-me como se me odiasses,
Abusa de mim
Gemidos de dor e de prazer que se misturam
E o meu sangue ferve


Incendeia as minhas faíscas e deixa-as pegar fogo.
E eu sinto o fogo a atravessar o meu corpo
E vejo a chama reflectida nas tuas pupilas
Porque és Tu, sim, és o meu Daddy
Peço-te, fode-me agora
Serei a tua prece, o teu brinquedo, a tua vadia, serei tua
a tua pecadora loira 




1 comentário: