quinta-feira, 2 de maio de 2013

Deception









Há pouca coisa que custe tanto como a decepção!


A morte da ideia que temos das pessoas e a consciencialização de que não passam de pessoinhas, capazes de tudo...incapazes de tanto! Para mim é brutal, pior que um estalo!


Alguém escreveu um dia: "A decepção é a verdadeira forma de provar como amamos alguém... As pessoas que mais amamos, são as que mais nos decepcionam."

E que fazer depois? Suponho que o melhor será esperar até que a vida me  mostre qual é o melhor caminho a seguir... mas para ver, é preciso estar atento... 

E se nenhuma resposta vier, talvez signifique que é preciso ver e ouvir com o coração. Respeitar o silêncio. Aceitar a ausência de quem tanto se deseja... Talvez não haja uma resposta e nem haja uma explicação

Às vezes, simplesmente não existem respostas nem explicações. Apenas a vida... Apenas as pessoas... Apenas o mundo... Apenas a dor e o amor... Apenas...

E se insistirmos em não aceitar, em nos revoltarmos... conseguiremos tão somente mais dor... e menos amor. 

E o mais curioso é que se chega a esta e outras conclusões igualmente interessantes, enquanto se fuma um simples cigarro à janela de casa de um amigo. 
Podia ser noutro sitio qualquer...




2 comentários:

  1. A única decepção que existe é a nossa, por nós. O problema reside no facto de criarmos expectativas relativamente a terceiros e, na maior parte das vezes, essas expectativas não correspondem à realidade. Na verdade, não são os outros que nos decepcionam. Nós é que nos decepcionamos... O truque é manter a parada sempre baixinha, rasteirinha. Tudo o que vier acima disso é ganho! Muitos beijos e continua a desabafar. Gosto de te ler :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lá está, manter as expectativas baixas... Pois é algo que por vezes me supera. As minhas expectativas estão sempre lá em cima com as pessoas que amo. É esse o meu problema...

      Eliminar